quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Iniciativa 3D&T Alpha: Pratiquem Esportes!

"Esportes: Você sabe praticar vários tipos de esportes, e conhece suas regras. Esta perícia não afeta seu desempenho em combate, mesmo quando se trata de esportes como artes marciais, boxe, arquearia." (Manual 3D&T Alpha, página 65)
A perícia Esportes abrange praticamente todos os tipos de esportes conhecidos. Entretanto, como a própria descrição menciona, ela não oferece qualquer benefício em combate. Mas espere um minuto, quer dizer que mesmo sendo um artista marcial treinado e perito, eu ainda sou menos do que aquele cara que gastou todos os seus pontos em Força e Habilidade? Então para que eu vou querer ser um esportista?
A ciência já comprovou que praticar esportes com regularidade pode trazer muitos benefícios a um ser humano. Cada tipo de esporte desenvolve diferentes aspectos em seus praticantes, seja física ou mentalmente. Então porque um esportista não deveria receber algum benefício? Porque eu vou gastar meus preciosos pontos com a perícia ou alguma especialização de Esportes, se eles não me trazem nenhum benefício prático?
Bom, não traziam. Aqui você conhecerá alguns pequenos benefícios que um conhecedor de certos esportes pode receber em jogo.

- Acrobacia. Um acrobata é capaz de mover seu corpo com grande velocidade. Ele é capaz de correr e realizar acrobacias de modo a atravessar um campo de batalha ileso: faça um teste de Habilidade e, se obtiver sucesso, consegue atravessar o espaço ocupado por um outro personagem ou criatura (como alguém bloqueando o corredor), sem sofrer nenhum ataque e sem reduzir sua velocidade. Um acrobata que esteja caindo também sofre bem menos dano do que um personagem comum: ele sofre 1d de dano para cada 10m + o valor de sua Habilidade em metros (ou seja, um acrobata com H3 sofre 1d de dano para cada 13m, ao invés de 10m).
- Alpinismo. Um alpinista pode escalar paredes, muros e similares. Superfícies irregulares, que tenham locais para apoiar as mãos e pés geralmente são tarefas fáceis ou normais, mas para superfícies lisas os testes serão sempre difíceis. Equipamentos de escalada adequados reduzem a dificuldade em um nível. Além disso, alpinistas recebem bônus de H+1 para determinar sua velocidade de escalada (que é um quarto da velocidade em terra).
- Arquearia. Para um arqueiro, perfuração já é um dos seus tipos de dano, e ele ainda pode escolher mais um para cada ponto de PdF que possua. Um arqueiro que utilize um Ataque Concentrado (pg. 72 do Manual 3D&T Alpha) pode permanecer um turno a mais se concentrando para receber o bônus adequado (ele recebe um bônus de R+1 para determinar a quantidade de turnos que pode ficar se concentrando).
- Arremesso. O esporte preferido dos halflings. Um arremessador tem o alcance de seu PdF aumentado em uma vez e meia sempre que estiver arremesando qualquer coisa (mas não com coisas como arco e flecha ou armas de fogo).
- Artes Marciais. Um artista marcial recebe um bônus de +1 em qualquer teste que envolva segurar um inimigo ou se livrar de uma imobilização (pg. 25 do Manual 3D&T Alpha). O artista marcial pode, inclusive, substituir o teste de Força por um teste de Habilidade na tentativa de escapar dessa manobra.
- Automobilismo. Os praticantes desse esporte recebem os mesmos benefícios da especialização Pilotagem (veja mais adiante) e também de Condução (de Máquinas).
- Boxe. Boxeadores estão acostumados a desviar de ataques feitos com as mãos nuas. Caso o boxeador esteja enfrentando um personagem que também está desarmado ele recebe um bônus de H+2 para realizar esquivas (podendo, assim, desviar de ataques feitos por um personagem com Habilidade maior do que a sua). Não funciona contra monstros, mesmo que estejam usando armas naturais.
- Carteado. Muitos jogos de carta exigem habilidades para confundir os adversários e enganá-los. Por isso os "carteadores" recebem +1 de bônus em qualquer teste de Lábia fora de um jogo de cartas. Dentro de um jogo de cartas, usa-se a própria especialização Carteado (que pode ser usada até para intimidar um outro jogador, fazendo-o desistir de uma aposta, por exemplo).
- Corrida. A velocidade máxima de um personagem normal é de Hx10m por turno. Um corredor recebe bônus de H+1 para determinar a velocidade máxima.
- Equilíbrio. O equilibrista pode atravessar superfícies finas com facilidade. Enquanto uma pessoa normal se desloca com apenas um quarto de sua velocidade normal numa situação como essa, o equilibrista pode se deslocar com metade de sua velocidade – ou até com sua velocidade normal, se for bem-sucedido em um teste de H-1! Um equilibrista que também seja um acrobata (ou um personagem com a perícia Esportes inteira) faz esse teste sem a penalidade. Mas cuidado: se falhar no teste, o equilibrista não consegue se mover nesse turno, e precisa usar uma ação para se equilibrar. Para um equilibrista, manter o equilíbrio é considerado apenas um movimento (outros personagens, recisam de uma ação para manter o equilibrio).
Observação: No Manual 3D&T Alpha a habilidade de equilíbrio esta incluída na especialização Acrobacia. Aqui eu achei mais interessante separar as duas habilidades em especializações diferentes.
- Escapismo. Assim como um artista marcial, um escapista recebe +1 de bônus em testes que envolvam imobilizar um alvo ou se livrar dele, e também podem substituir o teste de Força por um teste de Habilidade (veja Segurar um Inimigo na pg. 25 do Manual 3D&T Alpha).
- Esgrima. Um esgrimista sabe usar o sabre para cortar ou perfurar. A cada turno o esgrimista, usando um sabre ou espada de qualquer tipo, pode escolher entre causar dano por corte ou perfuração – mas deve decidir antes de realizar o ataque. Estes dois tipos de dano já estão incluídos automaticamente entre os tipos de dano que o esgrimista é capaz de utilizar sem sofrer penalidade.
- Futebol. Um jogador de futebol sabe (ou pelo menos deveria saber) trabalhar em equipe. Sempre que você e seus amigos agem em equipe, recebem um bônus de +1 em testes para realizar uma ação. Não funciona dentro de um combate. Esse mesmo benefício pode ser alcançado com outros esportes que exijam cooperação (basquete, vôlei, pintball, etc...).
- Ginástica Rítmica. A ginástica rítmica é uma especialização das perícias Esportes e Artes. Ela fornece os mesmos benefícios de Acrobacia (veja mais a cima), e ainda tem os benefícios da especialização Dança (de Artes).
- Hipismo. Cavalgar também é um esporte. Um cavaleiro recebe os mesmos benefícios da especialização Montaria, mas apenas para cavalos (a menos que se trate de algum esporte de hipismo com animais diferentes). Um praticante de hipismo é mais bem treinado do que um cavaleiro normal para evitar obstáculos: ele recebe bônus de +1 em qualquer teste que envolva manobras com uma montaria, como saltar sobre obstáculos.
- Jogos. No Manual 3D&T Alpha a especialização Jogos inclui uma série de jogos. Aqui, achei melhor separar os jogos por categorias, já que cada um pode oferecer benefícios diferentes.
- Jogos de Tabuleiro. A maioria dos jogos de tabuleiro (incluindo jogos de RPG) exige boas estratégias. Esse jogador pode ficar um turno inteiro analisando seus adversários (durante o qual não poderá atacar nem se mover). No fim do turno ele faz um teste de Habilidade e, se obtiver sucesso, receberá um bônus de +1 em qualquer teste que realize contra aquele oponente no turno seguinte (incluindo FA e FD). O bônus desaparece quando o turno da estratégia acabar.
- Jogos Eletrônicos. De modo geral, os jogos eletrônicos exigem boas habilidades manuais (seja no teclado do computador ou no controle do vídeo game). Por isso um praticante de jogos eletrônicos recebe +1 de bônus em qualquer outro trabalho manual que venha a realizar (com exceção de combates).
- Mergulho. Um mergulhador consegue prender a respiração por mais tempo do que uma pessoa normal. Ele recebe um bônus de R+1 para determinar o tempo que pode ficar sem respirar (não apenas debaixo d'água, mas em qualquer situação). Assim, um mergulhador pode ficar sem respirar durante (R+1)x5 minutos.
- Nado Sincronizado. Embora seja considerado um esporte o nado sincronizado também é uma especialização da perícia Artes (ou seja, um artista também terá essa capacidade). Praticantes de nado sincronizado estão tão acostumados a se mover dentro d'água que não sofrem os efeitos de redução de movimento dentro d'água da mesma forma que os demais personagens (em regras, reduza qualquer penalidade pela metade).
- Natação. Qualquer nadador recebe um bônus de H+1 para determinar sua velocidade de natação (que é igual à metade da velocidade em terra).
- Pesca. Os pescadores profissionais conhecem uma grande quantidade de animais marinhos, podendo saber dos riscos e benefícios de consumi-lo. Além disso, um pescador nunca morrerá de fome, enquanto estiver perto de um lago ou rio e for capaz de improvisar vara, linha e anzol. Ah sim, um pescador recebe +1 em qualquer teste de Lábia que envolva a água e animais aquáticos...
- Pilotagem. Um piloto pode usar a manobra Comando de Aliado (pg. 72 do Manual 3D&T Alpha) mesmo que não tenha nenhum Aliado. Obviamente, a criatura comandada deve ser uma máquina que possa ser pilotada. Personagens não-pilotos não podem pilotar máquinas – ou devem fazer testes adequados para cada ação que realizam.
- Salto. Em situações normais, uma pessoa consegue saltar o equivalente a metade de sua altura para cima, ou o equivalente à sua altura para frente (ou o dobro, se puder pegar impulso de no mínimo 3m). Um teste de Habilidade aumenta essas distâncias em +50%. Um saltador pode saltar o dobro dessas mesmas distâncias (ou seja, o equivalente à sua altura para cima, o dobro de sua altura para frente sem impulso, ou quatro vezes a sua altura se tiver impulso – e ainda pode aumentar essas distâncias em 50% se obtiver sucesso em um teste de Habilidade).
- Surf. Diferente de um nadador comum, um surfista usar as ondas e correntes oceânicas para se mover. Por isso ele recebe um bônus de H+2 para determinar sua velocidade debaixo d'água, mas apenas quando há ondas ou quando estiver nadando a favor da correnteza (contra a correnteza, ou sem nenhuma correnteza, ele não recebe nenhum benefício). Esses modificadores se aplicam tanto em cima quanto fora de uma prancha. Praticantes de bodyboard recebem os mesmos benefícios.
- Tênis de Mesa. O tenista de mesa precisa ter reflexos muito rápidos. Ele recebe bônus de H+1 para esquivas.
- Tiro. O esporte de tiro é uma versão moderna da arquearia. Um atirador recebe exatamente os mesmos benefícios de uma rqueiro (veja mais a cima).
- Xadrez. Um jogador de xadrez pode usar uma ação (sem a necessidade de testes, mas também não poderá atacar) para descobrir o Ponto Fraco de um alvo. Ele também pode usar uma ação e fazer um teste de Habilidade para, se obtiver sucesso, descobrir qualquer possível Vulnerabilidade de uma única criatura. Se falhar, o jogador não pode tentar novamente contra a mesma criatura.

domingo, 4 de outubro de 2009

Eu NÃO Preciso de Ilustrações

Em algum momento da minha vida eu postei em algum lugar que precisava de ilustrações pra um projeto. Acho que foi na época em que o Guia dos Dragões começou a ser projetado em forma impressa. Na época, não recebi nenhum e-mail de gente querendo mandar ilustrações (sendo que eu oferecia grana, não é amor à camiseta). Mas nos últimos dois anos eu recebo quase todos os meses novos e-mails de gente querendo enviar ilustrações. P.q.p, porque essa cambada não me procurava naquela época? Será que ninguém consegue imaginar que algo anunciado há pelo menos 5 anos já teve seu desfecho?

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Iniciativa 3D&T Alpha: Viagens no Tempo

Viagem no tempo é um tema muito utilizado em aventuras de fantasia e ficção científica. Para mim as estórias mais marcantes utilizando esse elemento foram os filmes De Volta para o Futuro e O Exterminador do Futuro. Mais tarde, o jogo Chrono Trigger também me despertou fascínio. A maioria dessas estórias envolve viajar ao passado para evitar que alguma coisa muito ruim aconteça no futuro. Mas e quais as conseqüências disso?
Existe uma contradição muito antiga nas estórias de viagem no tempo que reflete os riscos de se "alterar o destino". Se um cara viaja ao passado e acidentalmente mata o próprio avô, então seu pai e, conseqüentemente, ele mesmo, não existirão no futuro. Mas se ele não existe no futuro, então quem foi que viajou no tempo e matou o avô?
Essa contradição pode ser estendida para muitas outras situações. Vocês gostam de Lost? Pois é, eu adorei a primeira temporada, achei legal a segunda, e me decepcionei com a terceira. Mas na quarta e quinta eles se recuperaram, e sabem como? Viagens no tempo. Na quinta temporada os personagens são transportados ao passado e tem a oportunidade de alterar seu próprio destino, evitando que viessem a cair na ilha. Mas aí eu pergunto: se eles evitarem que o avião caia na ilha, então quem foi que viajou no tempo e evitou o acidente? Afinal, eles apenas conseguiram viajar no tempo porque a ilha permitiu. Se eles mudarem isso, então o que vai acontecer? Bom, no caso de Lost só saberemos na sexta (e última) temporada.
Os dois primeiros filmes de O Exterminador do Futuro eram muito bons, mas também terminavam em contradição. O Exterminador T-101 voltou ao passado para ajudar John e Sarah a evitarem a guerra contra as máquinas. O final do segundo filme dava a entender que eles conseguiram. Mas se a guerra foi evitada, então os exterminadores não iriam existir – o que significa que o T-101 não deveria ser capaz de voltar no tempo, já que ele não existe. Mas se ele não vai voltar no tempo, então como Sarah e John conseguem todas as informações sobre a Skynet e evitam a guerra? Nesse caso a contradição é muito maior, já que uma coisa puxa a outra, tornando tudo impossível. No fim, o terceiro filme (A Rebelião das Máquinas) repara a contradição, dizendo que a guerra não foi evitada, mas adiada.
Particularmente eu vejo duas formas de explicar essas contradições. A primeira é dizendo que existem diferentes dimensões, e tudo aquilo que tem alguma chance de acontecer certamente acontecerá em uma dessas dimensões. Assim, quando se muda o passado para alterar o futuro, estaria se mudando o passado e futuro de apenas uma dimensão – e o viajante perdido seria originário de uma dimensão alternativa. A outra explicação é que a criatura que realizou a mudança acaba se tornando atemporal: ou seja, ele já não tem mais lugar no tempo, não pertence a nenhuma época, como se na verdade ela não existisse.
Mas tome cuidado ao desenvolver estórias de viagens no tempo. Muitas vezes o resultado pode ser terrível. A série Terminator: The Sarah Connor Chronicles é uma boa prova de que uma estória mal aproveitada pode resultar em desastre: os roteiristas tinham um pano de fundo perfeito nas mãos, mas não souberam usar. Resultado: a série teve duas temporadas, e então foi cancelada (com um final que simplesmente não faz sentido e não fecha com o terceiro filme). Para os fãs, a série até vale a pena (especialmente para ver o exterminador Cromartie jogando D&D no último episódio), mas não esperem muito...
Enfim, aventuras de viagens no tempo realmente podem resultar em estórias muito divertidas – afinal, os aventureiros terão a chance de mudar o seu destino (ou o destino do mundo). Mas quais as conseqüências disso? Se eles alterarem sua própria existência no futuro, o que vai acontecer? Quais as garantias de que as ações deles realmente vão alterar o futuro da maneira que eles desejam? Tendo tudo isso em mente, desenvolvi alguns elementos para serem usados em aventuras de viagens no tempo.

Novo Kit: Guardião do Tempo
Requisitos: R1, História (de Ciências), Código de Honra do Guardião (veja abaixo).
Código de Honra do Guardião do Tempo: O guardião do tempo deve preservar todos os eventos que ocorreram através do tempo. Ele não deve realizar nenhuma ação que venha a alterar eventos do futuro, assim como não deve permitir que nenhuma pessoa o faça – mesmo que isso significque a sua morte, a morte de alguém importante, ou mesmo a destruição do mundo!
Especial: O guardião do tempo deve ter passado por algum acidente que o tornou atemporal (veja o texto).
Um guardião do tempo dedica sua existência a preservar o curso do tempo. Para ele o destino é inexorável, e nada pode alterá-lo. Além disso, ninguém tem o direito de alterar os eventos do tempo – mesmo que o objetivo final seja salvar o mundo!
Um guardião do tempo é uma pessoa atemporal – ele não tem lugar no tempo, não pertence a nenhuma época ou período. Ele praticamente não existe no tempo. Mas nem sempre foi assim – o guardião já foi uma pessoa comum, como qualquer outra. Pode ter sido, inclusive, um viajante do tempo.
Em algum momento de sua vida o guardião do tempo sofreu um acidente que o deslocou no tempo. O mais comum é que ele tenha viajado para o passado e acidentalmente foi o responsável por alterar um evento que o tornou inexistente no futuro (matar um de seus ancestrais, por exemplo). Mas se ele não existe no futuro, então quem foi que viajou no tempo e alterou seu destino? Isso o tornou um ser sem lugar no tempo. A partir de então, mesmo que o guardião tente reparar seu erro, ele nunca mais terá seu lugar (se voltar para sua época original, após reparar o erro, ele encontrará um outro ser exatamente igual a ele ocupando seu lugar, já que seu destino foi reescrito uma terceira vez).
Apenas um guardião do tempo pode passar adiante seu legado e ensinar novos seres atemporais o dogma dos guardiões do tempo. Assim, mesmo depois de seu acidente, o pretendente a guardião ainda precisa encontrar um outro guardião do tempo que o ensine os dogmas. Geralmente são os guardiões mais antigos que procuram novos aprendizes.
Curiosamente, um guardião do tempo não é imune à passagem do tempo. Ele também envelhece e morre quando chega a hora. A diferença é que seu tempo passa independente do tempo de todos os demais seres.
- Domínio Temporal. Gastando 2 PMs por turno o guardião do tempo é capaz de fazer com que o tempo fique totalmente congelado – ou seja, absolutamente tudo (exceto ele próprio) permanece parado no tempo. Se desejar, o guardião pode fazer com que algumas criaturas (escolhidas mentalmente) não sejam afetadas, mas deve gastar 1 PM a mais por turno para cada criatura. Ativar esse poder exige uma ação (ou seja, o guardião não pode usar o poder e fazer um ataque no mesmo turno), e mantê-lo exige o equivalente a um movimento (ou seja, enquanto mantêm o poder o guardião pode apenas atacar ou se mover). O efeito surge imediatamente, e todas as criaturas paradas no tempo são consideradas Indefesas e não podem fazer absolutamente nada.
- Viagem Temporal. Um guardião do tempo pode viajar no tempo livremente. Ele pode usar uma rodada inteira para se concentrar e viajar no tempo – mas se sofrer dano enquanto esta se concentrando a habilidade não funcionará. O guardião gasta 1 PM para cada hora que pretende se deslocar para o passado ou o futuro.
- Viagem à Zona Atemporal. Permanecendo um turno inteiro se concentrando (durante o qual não pode receber dano) e gastando 2 PMs, o guardião do tempo pode viajar diretamente para a Zona Atemporal (veja abaixo).

A Zona Atemporal
Os guardiões do tempo se reúnem em uma região conhecida como Zona Atemporal (às vezes referida como Fim dos Tempos), um lugar de vazio infinito que está além de todos os períodos do tempo. De modo geral, apenas guardiões do tempo conseguem chegar a essa região – muito embora certas rupturas temporais inexplicáveis às vezes levem viajantes para esse lugar.
A Zona Atemporal não tem lugar no tempo – aqui não existe passado, presente ou futuro. Por isso pessoas comuns (qualquer criatura que não seja atemporal) sofrem muitos efeitos colaterais quando chegam aqui: seus corpos têm dificuldade em aceitar a inexistência do tempo, e por isso parecem se desenvolver e retroceder no tempo de forma descontrolada. Essas pessoas precisam obter sucesso em um teste de Resistência a cada minuto, ou sofrerão os efeitos colaterais. Os efeitos são bastante diversos, mas em geral eles provocam uma penalidade de 1d em cada uma das Características da vítima!
Guardiões do tempo e outras criaturas atemporais não sofrem os efeitos a cima. Pelo contrário, eles recebem uma série de benefícios.
Na Zona Atemporal, um guardião do tempo pode ver o que esta acontecendo em qualquer lugar no tempo, bastando se concentrar no momento histórico. Ele é capaz, inclusive, de detectar qualquer criatura que esteja fora de seu período temporal adequado, e pode prever se suas ações irão provocar mudanças no tempo. Por outro lado, o guardião é incapaz de detectar criaturas atemporais – ele as vê como pessoas comuns, naturais daquele período histórico.
A Zona Atemporal é um lugar de não-existência, por isso um guardião do tempo com o poder Viagem Temporal pode se deslocar para qualquer região do tempo gastando apenas 1 PM (e um turno de concentração). Afinal, como a Zona Atemporal não existe, é como se "qualquer" momento no tempo estivesse a menos de uma hora de distância...
Um guardião do tempo pode regenerar seus ferimentos e poderes mais rapidamente quando esta na Zona Atemporal. Enquanto se mantiver concentrando (um turno inteiro, durante o qual não pode realizar nenhuma ação, nem movimento, e não pode ser atacado) ele poderá recuperar 1 PV e 1 PM a cada turno.
Por fim, um guardião do tempo consegue gastar 1 PM por hora para fazer com que uma pessoa comum não sofra os efeitos da Zona Atemporal (a pessoa obtêm sucesso automático em seu teste de Resistência). Ele pode fazer isso com quantas criaturas desejar.
Como a Zona Atemporal não tem lugar no tempo os poderes de Domínio Temporal e outros similares não funcionam aqui.

Novo Kit: Viajante do Tempo
Requisitos: R1, História (de Ciências) e Sobrevivência.
Especial: Deve ter viajado no tempo pelo menos uma vez (para o passado ou o futuro).
Em alguns lugares, quando a viagem no tempo torna-se possível, surgem aventureiros especializados em se deslocar através do tempo para as mais variadas missões. Um viajante do tempo possui algum equipamento ou dispositivo ou conhece alguma magia que permite a ele ir para o passado e o futuro com certa liberdade – embora alguns não tenham nenhum controle sobre isso, e acabem viajando no tempo por forças externas, independentes da sua vontade.
Seja como for, o viajante do tempo aprendeu a lidar com a mudança de período histórico. Ele se especializou em conhecer eventos do passado e do futuro, e as conseqüências que um evento qualquer do passado tem no futuro. Assim, muitas das missões do viajante do tempo envolvem retornar ao passado para evitar que alguma catástrofe venha a acontecer no futuro.
Um viajante do tempo também é capaz de sobreviver em ambientes altamente diversos – ele já esteve no futuro tecnológico, a era medieval, a pré-história, etc., e sabe como deve agir em cada um dos períodos, seja para sobreviver ou para se misturar entre as pessoas comuns.
Viajantes do tempo são adversários dos guardiões do tempo, já que defendem idéias totalmente opostas. Entretanto eles não precisam ser necessariamente inimigos declarados, e podem até vir a trabalhar em conjunto, caso a missão envolva reparar um evento do passado alterado por algum outro personagem.
- Analisar Oponente. Um viajante do tempo tem bastante informação sobre pessoas, criaturas e eventos de todos os tempos. Quando vê uma pessoa ele tem boas chances de saber todas as suas características de combate. Ele pode: 1) descobrir o kit do personagem (teste de H+1); 2) descobrir os valores de Características do alvo (com margem de erro de 0-3 cada uma; teste de Habilidade e gsto de 1 PM); ou 3) descobrir qualquer Ponto Fraco ou Vulnerabilidade do alvo (teste de H-1 e gasto de 1 PM).
- Conheça seu Público. O amplo conhecimento do viajante do tempo sobre pessoas e eventos em todas as eras faz com que ele tenha uma boa noção sobre como uma pessoa do passado ou do futuro irá agir em determinadas situações. Isso confere a ele um bônus de +3 em qualquer teste de Manipulação (e suas especializações) e também em certos usos de algumas especializações de Arte, Ciência e Esportes (como Psicologia, Presdigitação e Jogos de Cartas).
- Imprudência. O viajante do tempo sabe como os eventos irão transcorrer, e sabe o que acontecerá no futuro. Isso oferece a ele certos benefícios. Um viajante imprudente recebe imunidade total ao medo (exceto medo mágico). Além disso, ele pode "tornar possível o impossível" ou obter um "sucesso automático" (pg. 142 do Manual 3D&T Alpha) uma vez por dia para cada ponto de Resistência sem precisar gastar PEs.

Nova Magia: Deslocamento Temporal
Escola: Branca, Negra e Elemental (o mago deve ter as três Escolas).
Custo: 5 PMs permanentes (veja o texto).
Alcance: pessoal, Duração: instantânea.
Dizem que essa poderosa magia foi desenvolvida pela Ordem de Chronos, uma ordem de magos de uma antiga e extinta civilização. Os magos de Chronos tentavam dominar o tempo e o espaço, e desenvolveram uma série de magias com essa capacidade. Reza a lenda, contudo, que a Ordem de Chronos foi devorada por uma ruptura temporal causada por um ritual mal sucedido, e assim suas magias se perderam no tempo.
Apenas magos realmente poderosos conseguem realizar essa magia. Ela permite ao conjurador deslocar seu corpo através do tempo. A realização da magia, contudo, não é nada simples. Além de todos os requisitos (as três Escolas de Magia) o mago deve realizar uma série de rituais que envolvem o uso de itens mágicos e componentes materiais de magia num total de 5 PEs para cada ano que o mago deseja se deslocar (seja para o passado ou futuro). A realização do ritual leva pelo menos meia hora para se completar, e durante esse período o mago não pode lutar nem se mover, apenas se concentrar na conjuração da magia. Quando o ritual se completa, o mago deve gastar seus 5 PMs permanentes e todos os itens mágicos e materiais utilizados são consumidos e se desfazem. O mago é, então, transportado para o tempo que desejava, embora permaneça no mesmo lugar no espaço (apenas o tempo se altera, o local continua o mesmo).
Vários magos que conheçam essa magia podem realizá-la em conjunto. Neste caso, cada um deve obedecer os pré-requisitos e deve gastar seus próprios PMs, mas como se trata de um mesmo ritual, todos os envolvidos compartilham dos PEs (ou seja, não é preciso que cada mago gaste seus próprios PEs).

Nova Magia: Visão Através do Tempo
Escola: Branca.
Custo: 5 PMs ou mais.
Alcance: pessoal; Duração: sustentável.
Uma versão aprimorada da magia Visão do Passado Remoto desenvolvida pelos membros da Ordem de Chronos. Quando invoca essa magia, o mago é capaz de ver não apenas o passado, mas também o futuro, a uma distância de até um ano para cada 5 PMs utilizados. Entretanto, ele ainda esta limitado a observar apenas o lugar onde esta realizando a magia nos diferentes tempos – ele não pode ver outros lugares distantes.
Os integrantes da Ordem de Chronos costumavam realizar rituais para ampliar o alcance da magia, para serem capazes de ver muito mais distante no passado ou futuro. Eles possuíam uma série de itens mágicos que ofereciam PMs extras para a realização do ritual: cada um desses itens mágicos (20 PEs) ofereciam +10 PMs para a realização da magia. Para usar esses itens mágicos o mago ainda deveria ser capaz de realizar a magia. O item mágico não se consome após a realização da magia (ele pode voltar a ser utilizado).

Nova Magia: Esconder Aura Temporal
Escola: Branca.
Custo: 2 PMs.
Alcance: pessoal; Duração: sustentável.
Também desenvolvida por magos da Ordem de Chronos, essa magia permite ao mago esconder sua aura temporal, adquirindo uma aura atemporal. Isso ajuda o mago a se esconder dos guardiões do tempo, que constantemente tentam devolvê-los à sua época nativa.

Outros Artigos da Iniciativa 3D&T Sobre Viagens
3D&T Online – nenhum.
Ainda Não Tenho Blog – nenhum.
Crônicas de Arton – nenhum.
Dados Limpos – nenhum.
Distorções Metafísicas – nenhum.
Doomsday Top Team – nenhum.
Elf's LairViagem no Tempo.
Grimório do ArcanoL.A.M - Linhas Aéreas Medievais.
Inominattus – nenhum.
Livre RoleplayViajante & Andarilho.
Masmorra Descuidada – nenhum.
Non Plus RPGMestre do Transporte.
Os arquivos perdidos d'O Anjo de Rocha – nenhum.
Paragons – nenhum.
Revista Acerto Crítico – nenhum.
Rodapé do HorizonteVias Planares.
Taverna do Urubu Rosa – nenhum.
Yomotsu HirasakaViajante.